Os problemas envolvendo a BR 101 e suas marginais

Pontes das marginais da BR 101 sobre o canal retificado do Itajaí Mirim devem ser iniciadas em trinta dias. Autopista, DNIT e ANTT não se comprometem com as outras demandas da comunidade.

Veja os principais temas debatidos nesse compacto da audiência pública realizada:

 

No dia 25.06.2018 foi realizado na Câmara de Vereadores de Itajaí uma audiência pública, por requerimento do deputado federal Osvaldo Mafra para discussão dos problemas envolvendo a BR 101 e suas marginais e a BR 470. O Foro Metropolitano esteve presente, por convite do deputado para compor a mesa dos debates. Por mais de tres horas foram expostos os problemas, já amplamente conhecidos pela comunidade, como fechamento de acessos sem consulta prévia a ninguém, as marginais que não tem pontes e portanto não se prestam a funcionar como deveriam e a lentidão da obra de duplicação da BR 470. Estiveram presentes também vereadores de Itajaí, a PRF, o superintendente da Arteris (Auto Pista Litoral Sul), DNIT e ANTT.

No curso dos debates a Arteris se comprometeu a num prazo de trinta dias dar início as pontes da marginal da BR 101 em Itajaí sobre o canal

 

retificado do Rio Itajaí Mirim, com prazo de conclusão de 12 meses. Já sobre o Rio Camboriú, na marginal que serve a cidade de Balneário Camboriú também foi prometido o início das obras. A Concessionária Arteris informou que não irá reabrir o retorno que serve o Bairro da Canhanduba, em Itajaí, na forma como era, uma vez que entende que isso irá gerar riscos a população. Não houve qualquer compromisso de melhoria para os moradores daquela região.

 

O Contrato: o contrato firmado entre a União e a Concessionária prevê que ela deve implementar todas as melhorias necessárias para a fluidez do tráfego na rodovia, há um impasse de responsabilidade sobre quem deve fazer determinadas obras, o concessionário diz que é o DNIT e a ANTT e estes por sua vez alegam que a responsabilidade é do concessionário. O impasse atrapalha o desenvolvimento da região, da locomoção das pessoas, das mercadorias e atrapalha a vida de todos nós. É importe que o envolvimento e a pressão dos moradores seja constante para conscientizar o governo e seu concessionário para dar a importância devida as obras que são necessárias a nossa região.

Fotos por David Spuldar
o

2 comentários em “Os problemas envolvendo a BR 101 e suas marginais

  • 27 de junho de 2018 em 12:07
    Permalink

    Em balneário piçarras no bairro itacolomi precisa de um retorno só sabe fecha as saídas da br

    Resposta
  • 17 de julho de 2018 em 10:12
    Permalink

    Cristiano, bom dia ! Primeiramente desculpe a demora na resposta, pois estamos articulando um evento publico para colhermos as sugestões da comunidade de Piçarras e Penha sobre nossas marginais, pontes, acessos, retornos, passarelas e tudo mais. O evento ocorrera dia 08 de agosto na câmara de vereadores de Piçarras 19hs, Sua presença e sugestão sera muito importante !

    Resposta

Deixe uma resposta