Balneário Piçarras

O nome “Piçarras” vem das rochas de argila que se encontram em grande quantidade no subsolo do município: o piçarro, ou piçarra, também comum no nordeste do Brasil e citado por João Cabral de Mello Neto no poema “Morte e Vida Severina”, em que ele diz, textualmente: “Para quem lutou a braço contra a piçarra da caatinga, fácil será amansar esta aqui, tão feminina…”.
 

A geografia determina a vocação econômica da cidade. As dificuldades para se trabalhar a terra são compensadas pelas alternativas que o mar oferece. Com sete quilômetros de praia, Balneário Piçarras tem no mar a base de suas atividades. É dele que o município tira inspiração e é ele que, com suas águas limpas, atrai durante o verão milhares de turistas.

Na alta temporada, entre dezembro e fevereiro, o centro e a área norte concentram a maior parte dos visitantes. Os hotéis e pousadas oferecem aproximadamente 1500 leitos. 

A infra-estrutura turística inclui ainda bares, casas noturnas e restaurantes, que oferecem os famosos rodízios de frutos-do-mar.

Balneário-vedete dos anos 70, a cidade hoje é chamada “praia de elite”. O carinhoso título de “Namorada do Atlântico” também ajuda a provar que não é por acaso. A Praia de Balneário Piçarras é uma grande baía que aguarda a todos para um delicioso e refrescante banho em suas águas calmas e cristalinas.

Fonte: Portal de Turismo de Balneário Piçarras

%d blogueiros gostam disto: