Apresentação das conclusões da 1 fase do InovAmfri em Florianópolis

Foro Metropolitano por convite do gestor do projeto Paulo Bornhausem tomará assento nas discussões. 

Chega ao fim a primeira fase do projeto InovAMFRI que prevê soluções para os próximos 25 anos nas áreas de desenvolvimento econômico, mobilidade urbana regional e modernização da gestão pública nas cidades da região. A principal ideia do projeto é o Distrito de Inovação Regional de Itajaí, que está localizado às margens da Antonio Heil. O Distrito de Inovação deve estar pronto para ocupação em 2019. O objetivo do distrito é que até 2040 gere 25 mil empregos diretos na região, além de 50 mil empregos indiretos. 

Na próxima segunda-feira acontece a 5ª reunião do Conselho Consultivo do projeto, em Florianópolis, onde serão apresentados painéis dos temas trabalhados. A reunião deve contar com a presença do governador Raimundo Colombo e do Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Gilberto Kassab.

3 comentários em “Apresentação das conclusões da 1 fase do InovAmfri em Florianópolis

  • 20 de novembro de 2017 em 18:47
    Permalink

    Causa-me tristeza ações a longo prazo. Precisamos de empregos imediatos. Como: estímulo a construção civil. Quem nos garante que estaremos vivos nos planos de curto prazo. Infelizmente o que precisamos é diminuir impostos das empresas e cobrar desenvolvimento. Fora disso, ao meu ver, pensar e agir, se torna plataforma visionária política. Sem ofensas.

    Resposta
    • 23 de novembro de 2017 em 12:29
      Permalink

      Acyr, um dos pontos que foram apresentados na última segunda feira foi justamente o estimulo a vários setores da cadeia produtiva. O que entendemos de importante e que para nós causou bom impacto é o planejamento do transporte público integrado e as ações de mobilidade urbana. As empresas investem em locais onde haja essa infraestrutura. O que não nos causou boa impressão nisso tudo é a não aceitação da classe política, que parece somente reagir e nada fazer. Por isso o envolvimento da sociedade é que fará esse projeto acontecer. Abs.

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: